segunda-feira, 2 de março de 2009

O dia verde.


Daqueles dias verdes da cor do gel da pia do seu banheiro. Daqueles dias em que tudo faz sentido e que todas as cores chegam fortes e belas à seus olhos. Daqueles dias sem motivo, que só precisam existir para que se abra um sorriso. É nesse dia que se tem vontade de sair de roupa amarela num gramado verde e bem grande, coberto por um teto de céu azul intenso e limpo e sem nuvens ... iluminado pela luz de um sol invisível, ouvindo folk rock.

No dia verde tem-se vontade de sair por aí comendo algodão doce e soltando pipas de cores lumimosas. Hoje a vida faz sentido e o ar tem cheiro de infância. Aquele dia que de tão bom por não ser nada ou tudo, camufla-se atrás de um medo inocente e perturbador de ter o dia e o tempo na mão chocando-se com a possibilidade de não fazer as escolhas certas para colher essa oportunidade de simplesmente estar vivo e deixar escorrer pelos dedos o rio de amor que te inunda, frustando o presente que se tem: o dia de hoje.

3 comentários:

Lari'Lissa Aisha disse...

ficou bem legal*

- terei novidades quando voltar, tatoo nao estao com nada...
*.* farei uma coisa legal =]

Marina disse...

gostei

apesar d não ter entendido o sentido...

não entendi, porque acho que eu tô precisando t enxergar +
t olhar +

definitivament

a a internet éh fria

quarta teremos tempo p por fogo no cabare

estarei na tua casa, te olhando nos olhos, e enxergando a minha mamyguetti

bjomeliga*
inté quarta
;)


Marinex

Dulce Veiga disse...

O gel da pia do meu banheiro é azul. O que hacer?

(saudade)